Arquivo de etiquetas: Serra da Freita

GoingUp? @ Serra da Freita

A previsão meteorológica não era das melhores mas mesmo assim arriscamos uma ida à Freita. A recente limpeza e sinalização dos trilhos permitia que mesmo que a visibilidade fosse reduzida poderíamos circular pelo planalto sem grandes problemas.

Mas eis que São Pedro, o do marco geodésico, lá resolveu fazer um intervalo que nos permitiu fazer todo o percurso sem apanharmos gota de água.

Neve, só mesmo no topo da Serra de Montemuro, visível desde o Detrelo da Malhada.

Vimos bisontes com badalos e crias de dinossauros. Broas gigantes que, com o passar do tempo, petrificaram. Mica, feldespato e quartzo. Venha a próxima aventura!

Álbum completo

 

 

Ao encontro da neve e em fuga do Félix

Mais uma vez, o NME rumou em direcção à Freita, na expectativa de encontrar paisagens cobertas com mantos de neve. Para a convocatória, estavam alinhados 5 pseudo atletas, dos quais só 3 + uma compareceram ao chamamento. Isto de levantar pelas 6 horas da manhã para levar com o Félix nos costados não é para todos.

É nestes momentos que surgem as desculpas mais esfarrapadas, o nosso flaviense preferiu o conforto do sofá, mas acredita que o pão da Farrapa está à altura dos pasteis de Chaves. Quanto ao “Piscinas”, parece que agora quer dedicar-se ao triathlon, não me parece que seja o momento oportuno para tal dedicação, constou-me que anda um mar esquisito para tal prática. Boa sorte.

Quanto aos resistentes, (os que já esgotaram o cardápio de desculpas) o Hemodiálise como prometido foi varrendo a malta e apanhou-nos a mim e ao Zezão seguindo caminho cheios de sono.
Pela viagem, breve paragem na Farrapa para confirmar se o stock de Pão de Deus estava conforme.

Café da manhã tomado e apetrechos montados, lá iniciamos pelas 7h no Parque de Merendas do Merujal, seguimos sem rota definida, mas de imediato já estávamos encaixados no GR28, foi o nosso fio condutor para um passeio aprazível.


A serra estava divinal, com as cores de inverno a acentuarem uma carga pesada ao retrato, parecendo uma imagem da Irlanda como dizia o Hemodiálise. Os cursos de água, riachos, ribeiros e pequenos afluentes, transbordavam desalmados e fustigavam os nossos pés. Na passagem pelo Vidoeiro, não fomos brindados com a desejada neve, afinal isso é para meninos, a serra decidiu proporcionar-nos uma bela massagem de granizo… Parece que vinha afiada.


Pelos trilhos, quem se deleitava com estas intempéries era a “+ uma”, até fez um mergulho acrobático num charco só para nos provocar.
Neste playground de 2 horas, tivemos tempo de passar junto da Nascente do Rio Caima, na represa de Albergaria da Serra e no mítico Marco Geodésico de S. Pedro Velho.


Para fechar as hostilidades, não demos a nossa parte fraca e fomos fechar a volta no Cantinho da Farrapa com mistas de pão d´água e cerveja. Bem bom.


Bom resto de domingo e boa semana.

Fofoni

https://www.facebook.com/fofoni/videos/1905406626158798/

Neve. Give. Up!

Um ano depois de termos enterrado os pés na neve enquanto corríamos até ao marco geodésico de S. Pedro-o-Velho, vindos desde Chão de Ave, era tempo de repetir a dose. O passeio resultou em 17 km com direito a uma Moutinhada que não estava no programa inicial das festividades e a uma paragem obrigatória na Farrapa para o abastecimento final. Não houve neve. Houve pão de Deus por ser domingo.

Snowtime!

Ver a Serra da Freita pintada de branco é algo que não se vê todos os dias.

Com o cancelamento da actividade de fastpacking prevista para a Serra do Alvão o Director da Secção de Trail Running (Fernando Santos) pôs em marcha o seu plano de evitar a todo o custo uma nova ida para as escadarias da Ribeira do Porto. 06h30 era a hora de saída de Espinho rumo a Chão de Ave. O plano era simples. Subir até ao ponto mais elevado da Serra da Freita (São Pedro O Velho) e regressar.

Foto: Mika Magalhães
Foto: Mika Magalhães
Foto: Fernando Santos
Foto: Mika Magalhães
Foto: Mika Magalhães

 

https://www.facebook.com/fernando.cos.santos/videos/1202141599884450/

 

 

Reunião de Direcção

No próximo dia 19 de Fevereiro, pelas 22h30, será realizada uma reunião de Direcção com vista à preparação da Assembleia Geral a realizar no dia 01 de Março. Esta reunião será aberta a todos aqueles que pretendam apresentar sugestões relativamente ao funcionamento do clube e respectivas secções. Aparece!

Bloco na Serra da Freita

Dia 3 Fevereiro, pelas 08h30 já subiamos a Serra, marcava no carro 3 graus, irra que frio!

Mas lá subimos para apertar o granito gelado, mas ao Sol!

Repetiu-se a via “Cabana d’Ossos” e a “Ancadouro”. Tentou-se a “Solaris”. Isto no sector Delta Solaris. Ainda neste sector abrimos a via “Batata Quente” (FA por Silvio Morgado) e ficou um projeto.

Seguimos para o Delta Idóia, isto depois de dar 2 de letra com o Topas, a Olga e o Filipe, que entretanto pelo Delta Solaris apareceram. No Delta Idóia tentou-se a “Toca da Raposa” e escalou-se a “Freita-Tech”.

Ficam algumas fotos:

batata quente + projectoFreita Techancadouromerujalmar de nuvens